Facebook
Cinco Miligramas de Misantropia

Desvendando o Enigma: O significado do nome Iron Maiden

Desvendando o Enigma: O significado do nome Iron Maiden

Muitos entusiastas do metal e curiosos da internet têm se deparado com a pergunta intrigante: “O que significa Iron Maiden?”. Nesta matéria, vamos explorar em detalhes o significado por trás do nome da banda de heavy metal mais icônica do mundo, desvendando a história fascinante que envolve essa escolha.

Explorando o significado

Ao iniciar nossa jornada pelo significado do nome “Iron Maiden”, é crucial entender a tradução literal do termo. “Iron Maiden” em inglês se refere a uma “donzela de ferro”, mas a conexão com o significado cultural e histórico é mais profunda do que se pode imaginar.
(Fonte: [All That’s Interesting](https://allthatsinteresting.com/iron-maiden-device))

A banda Iron Maiden

A banda Iron Maiden

Antes de mergulharmos nos mistérios do nome, é essencial conhecer a banda por trás dele. O Iron Maiden, formado em Londres em 1975, tornou-se uma força inigualável no cenário do heavy metal. Com uma carreira estelar, álbuns clássicos e performances eletrizantes, a banda conquistou milhões de fãs ao redor do mundo.

A história do instrumento de tortura medieval

A história do instrumento de tortura medieval

Para compreender completamente a escolha do nome, é vital viajar no tempo até a era medieval, onde o instrumento de tortura conhecido como “Iron Maiden” ganhou infâmia. Ao contrário da crença popular, a Donzela de Ferro, embora considerada um dos dispositivos de tortura mais notórios da era medieval, nunca foi utilizada durante esse período.

(Fonte: [All That’s Interesting](https://allthatsinteresting.com/iron-maiden-device))

A Donzela de Ferro é talvez um dos dispositivos de tortura medievais mais reconhecidos de todos os tempos, em grande parte graças ao seu destaque em filmes, programas de televisão e desenhos animados como Scooby-Doo. No que diz respeito aos dispositivos de tortura, o Iron Maiden é realmente bastante simples.

É uma caixa em formato humano, decorada internamente com pontas incrivelmente afiadas que, presumivelmente, empalariam a vítima de ambos os lados quando a caixa fosse fechada. Os espinhos não eram longos o suficiente para matar imediatamente, mas eram curtos e colocados de tal forma que a vítima teria uma morte lenta e agonizante, sangrando ao longo do tempo.

Pelo menos essa era a ideia. Exceto que o Iron Maiden não era um dispositivo de tortura medieval.

A primeira referência escrita ao Iron Maiden só apareceu no final dos anos 1700, muito depois do fim da Idade Média. E embora a tortura tenha certamente existido durante a Idade Média, muitos historiadores argumentaram que a tortura medieval era muito mais simples do que relatos posteriores sugeririam.

Mitos e Realidades da Tortura Medieval:

Muitos dispositivos medievais de tortura não eram realmente medievais. Há uma noção amplamente difundida de que a Idade Média foi uma época incivilizada na história. No entanto, a ideia de uma Idade das Trevas é frequentemente associada a exageros e mitos criados nos séculos XVIII e XIX, que pintavam a época como bárbara e incivilizada.

Como explicou a historiadora britânica Janet Nelson no History Workshop Journal, alguns escritores dos séculos XVIII e XIX acreditavam que a Idade Média foi uma época de declínio cultural e técnico. No entanto, muitos dispositivos de tortura associados à Idade Média, incluindo o Iron Maiden, têm sua origem atribuída erroneamente a essa época.

A primeira menção do Iron Maiden

A primeira menção ao Iron Maiden veio do escritor do século XVIII, Johann Philipp Siebenkees, que descreveu o dispositivo em um guia da cidade de Nuremberg. Ele relatou uma execução em Nuremberg, em 1515, na qual um criminoso teria sido colocado em um dispositivo que lembrava um sarcófago revestido por dentro com pontas afiadas.

No entanto, muitos estudiosos acreditam que Siebenkees pode ter inventado essa história, e que o Iron Maiden não existia antes do século XVIII. O mito do Iron Maiden começou a se espalhar e dispositivos foram exibidos em museus na Europa e nos Estados Unidos, alguns dos quais foram posteriormente desmascarados como falsificações.

Conclusão

Em um mundo onde o metal ressoa e a história se mistura com a imaginação, o Iron Maiden destaca-se não apenas pela sua música vibrante, mas também pela escolha de um nome que ecoa através dos séculos.
A “donzela de ferro” transcende sua origem medieval para se tornar um símbolo da força e singularidade que define a banda. Ao compreender o significado por trás do nome e desmistificar sua associação com a Idade Média, os fãs mergulham mais profundamente na riqueza da narrativa que envolve essa banda lendária.

Jornalista Filipe Souza - Cinco Miligramas de Misantropia

Filipe Souza

Editor / Jornalista Responsável

MTB32471/RJ

👽 Gateiro, thelemita, amo a cultura hindu;
👽Converso sobre aliens, esoterismo, Google Ads e receita de bolinho de chuva!
📀Colecionador de LPs, CDs, Livros e histórias;
🤘 Ah! E metaleiro;
🃏Jogo uns tarôs de Crowley;
– Jornalista, designer e Workaholic;
– Produtor de conteúdo e apresentador do canal Cinco Miligramas de Misantropia;
– Amo cozinhar e degustar cervejinha artesanal;

Curta e compartilhe essa misantropia